Ocorreu um erro neste gadget

terça-feira, 24 de maio de 2011

EXERCÍCIOS EM POSIÇÃO DE CADEIRINHA OU MESA

No estúdio de pilates, podemos trabalhar além dos exercícios em aparelhos.
A atividade em solo que é muito interessante e desafiadora. No solo usamos: nossa força, respiração, coordenação, concentração e a gravidade; isso tudo sem ajuda de molas, roldanas ou polias.
Quando estamos na posição "cadeirinha ou mesa"( que é a posição em decúbito dorsal e joelhos flexionados fazendo ângulos de 90° da perna em relação a coxa e da coxa em relação ao tronco, comos pés no ar)as pernas são sutentadas apenas pelo abdomen.
Quando estamos nessa posição o abdomen já está contraido e os flexores de quadril já estão acionados também, mas para que o exercício saia correto devemos: contrair o assoalho pélvico, manter a coluna neutra, os ombros longe das orelhas, alongando trapézio, mantendo uma relação harmônica entre as escápulas e o queixo levemente se aproxima do peito, alongando levemente a cervical sem forçá-la.......UFFA!!!!!
Apartir daí podemos iniciar muitos exercícios:






A posição por si só já ativa os músculos abdominais sem que façamos nada, então quando colocamos exercícios em prática conseguimos potencializar essa contração. Devemos tomar cuidado, para que ao manter a coluna neutra, não forcemos a lombar, o exercício deve ser feito sem dor lombar, devemos estar confortáveis ao executar qualquer que seja o exercício, ativando apenas os músculos que estão sendo trabalhados, e isso exige concentração, para que não aconteça as compensações. E então com poucas repetições temos um excelente resultado!!! Tentem e comentem!!!
Até a próxima!!!
Fabiana

sexta-feira, 4 de março de 2011

Pessoas Queridas!!


Olá pessoal, como disse no último post....estou passando por mundanças profissionais e infelizmente tive q deixar a turma mais bacana q tive nesses últimos meses, pra me dedicar somente ao meu estúdio, tive q fazer uma escolha! Uma escolha q não foi fácil......acreditem!!!!
Sabe, qdo pegamos uma turma q nunca ouviu falar em pilates e levamos essa turma a um nível intemediário????? Pois é.....foi oq aconteceu, um ano juntas, e muitas coisas aprendemos: tanto daqui pra lá, qto delá pra cá!!! São pessoas muito especias!!!
Mas com tudo isso, tive a felicidade de deixá-las com uma baita profissional competente q eu confio, isso realmente não tem preço!!!
Jú, boa sorte e cuide dessas meninas pra mim!!!
Meninas........vcs São demais!!!!

terça-feira, 22 de fevereiro de 2011

FLACIDEZ TECIDUAL X FLACIDEZ MUSCULAR

Em primeiro lugar gostaria de pedir desculpas pela ausência, estou passando por mudanças pessoais e profissionais, por isso esse ano não consegui dar muita atenção ao blog, mais agora estou de volta com força total!!

Bom, o tema que escolhi pra comentar essa semana é FLACIDEZ:
A FLACIDEZ TECIDUAL: é o tipo de flacidez da pele, onde esta perde colágeno e elastina por vários motivos, muitas vezes dando o aspecto de rugas: o tabagismo, a idade(com o passar do tempo é natural perdermos colágeno), o sol excessivo,a genética e o famoso efeito sanfona, aquele que acontece quando ganhamos e perdemos peso em curtos espaços de tempo, são uns dos motivos que acontece esse tipo de falcidez. Podemos tratá-las, ou amenizá-las, dependendo do grau que se encontra, com cremes, e alguns tratamentos estéticos. O pilates num caso de flacidez intermediário, podemos amenizar com os exercícios para fortalecer o músculo da região afetada e amenizar o aspecto dessa flacidez.

A FLACIDEZ MUSCULAR: esse tipo é o mais fácil de tratar e também existem vários fatores que sejam determinantes pra esse tipo de flacidez: o sedentarismo, o excesso de ingestão de comidas gordurosas, alguns problemas posturais, a genética também entra nesse caso e principalmente a falta de atividade física. Trata-se da fraqueza dos músculos, deixando a pele "mole", com aspecto de gelatina. Com o pilates temos excelentes resultados pra esse tipo de flacidez, a atividade física regular, a melhora da postural, o fortalecimento muscular de uma forma geral ou de uma forma direcionada ao problema ameniza e muitas vezes resolve o problema.

Espero ter esclarecido a diferença entre elas.
Aos que já praticam o pilates, continuem, aos que não praticam ou não conhecem.......fica a dica pra começar a praticar!
Beijos e até a próxima!!!!

sábado, 11 de dezembro de 2010

FELIZ NATAL E UM ANO NOVO COM MUUUITA SAÚDE, POR ISSO CONTINUEM SE CUIDANDO!!!














AOS MEUS ALUNOS,DESEJO TD DE BOM EM MAIS UMA ETAPA CUMPRIDA DA VIDA. CONTINUEM SE CUIDANDO E PRATICANDO PILATES!
ESTÁ FALTANDO GENTE AÍ, SE DER TEMPO AINDA POSTO MAIS FOTOS.
FELICIDADES À TODOS!!!

segunda-feira, 22 de novembro de 2010

SR. Miguel, 73 ANOS


Olá pessoal, resolvi essa semana dividir um tratamento com vcs !!!



Apresento-lhes um dos meus alunos mais assíduos e queridos q tenho: o Sr. Miguel, ele tem 73 anos foi atleta do tênis por muitos anos, e hj aposentado pratica pilates e faz exercícios físicos regularmente.



Vcs podem observar nas radiografias dele, uma importante artrose bilateral de quadril, e uma coluna completamente tomada por hérnia de disco, acompanhada de um ligeiro desvio a direita.



O pilates no caso de sr. Miguel é para manter as amplitudes de movimento, principalmente nos quadris, onde ele mais sente dores e se queixa da diminuição da abdução, manter e ganhar mobilidade da coluna. E claro melhorar a qualidade de vida de uma forma geral.













quinta-feira, 11 de novembro de 2010

CONDROMALÁCEA PATELAR




A condromalácea patelar se trata de uma degeneração sustentada da cartilagem patelar.


A patela é um osso, que serve como polia para a passagem do tendão do quadríceps. A patela articula-se com o fêmur e quando ocorre uma compensação biomecânica, ocorre o desgaste da cartilagem da patela (em contato com o fêmur).


Resumindo, condromalácea patelar é o choque da patela com o côndilo do fêmur, levando a um desgaste da cartilagem articular.


Ela pode acontecer pelos seguintes motivos:




  • impacto, um trauma, uma pancada


  • desvios estruturais


  • fraqueza muscular, baixa tonicidade


Existem alguns estágios da condromalácea:





  1. amolecimento da cartilagem


  2. deslocamento da patela


  3. ulceração


  4. formação de crateras


A presença de edema é comum assim como: dor intensa a palpação e crepitação.



Estou falando sobre esse tema porque estou fazendo duas reabilitações de condromalácea no meu estúdio, e essa reabilitação no pilates está sendo muito, mais muito eficaz.



O tratamento da condromalácea patelar, é o fortalecimento muscular de quadríceps, alongamento de ísquios tibiais e principalmente fortalecimento do vasto medial oblíquo (VMO), que é o principal músculo estabilizador da patela. Mas isolar esse músculo (VMO) pra fortalecimento, só é possível se trabalharmos com o joelho à 30°. O trabalho de isometria é importante nos casos de dor aguda, mais o trabalho funcional também é muito bem vindo e não esquecer de moderar a carga e ir aumentando conforme o fortalecimento e a diminuição dos sintomas. Dentro do pilates temos muitas formas de trabalhar. Estou muito contente com os resultados que estamos obtendo com o tratamento. E elas também.



Até a próxima!!!





terça-feira, 26 de outubro de 2010

CÂIMBRAS


Câimbras nada mais são que contrações musculares intensas de um só músculo ou de um grupo muscular e que ocorrem sem serem solicitados, ou seja, são contrações involuntárias. Normalmente ocorrem após exercícios físicos, e sua duração em geral é de alguns segundos.

As câimbras não atigem somente atletas, podem acontecer com qualquer pessoa. Sua causa é estudada até hoje, mais é muito controversa.

Existem várias teorias:

TEORIA METABÓLICA: diz que a câimbra ocorre quando um músculo é infectado por substâncias como ácido lático ou amônia.

TEORIA DA DESIDRATAÇÃO: diz que com a perda de líquidos durante a atividade física provoca um desequilibrio nos fluidos corporais e provocam contrações súbitas.

TEORIA ELETROLÍTICA: diz que junto com o líquido perdido, perde-se também eletrólitos. A ausência desses eletrólitos leva o tecido muscular reagir em uma contração súbita e involuntária. O sódio e o potássio são os principais eletrólitos, que em deficiência levam o aparecimento de câimbras. "Os músculos precisam de potássio. Um músulo que se contrai, libera potássio para os vasos sanguineos vizinhos, fazendo-os se dilatar e aceitar mais sangue. Quando não há mais potássio para liberar, o músculo se contrai pela insuficiênte quantidade sanguinea.

TEORIA AMBIENTAL: diz que as câimbras são causadas por modificações no ambiente externo ao organismo, principalmente as mundanças climáticas. Quando ocorre uma queda de temperatura muito grande, as câimbras aparecem, principalmente durante a noite.

TEORIA ALIMENTAR : essa é a mais popular e conhecida, diz que a falta de ingestão de alimentos que contém potássio, causam as cãimbras. Ou que quando ocorrem os episódio de câimbras deve-se engerir alimentos ricos em potássio. Quem nunca ouviu aquele comentário clássico: "- Está com câimbra? Come banana que melhora".

Como podemos observar que cada teoria tem sua verdade, porém nenhuma foi cientificamente provada.

Escrevi sobre esse assunto, pois muitos alunos do meu estúdio me questionam sobre as câimbras, então está aqui um texto sobre o assunto, quem tiver opiniões, sugestões ou até mesmo informações para acrescentar.....por favor fiquem à vontade.

Até mais !!!